Busca no site
Menu Principal
Apresentação
Histórico
Objetivos
Infra-estrutura
Cursos
Linhas de pesquisa
Corpo Docente
Grade Curricular
Calendário de atividades
Teses e Dissertações
Galeria de Imagens
Regulamento Interno
Contatos
Patrocinadores
Enquete
Quanto a preservação do meio ambiente no Brasil, você está:
 
Apresentação
Gerando novos conhecimentos

ImageA Amazônia é considerada um dos biomas mais importantes do planeta. Nela vivem mais de um terço das espécies de seres vivos existentes. Sua floresta abriga 30% das espécies de plantas de toda América Latina e um terço da madeira tropical existente em todo mundo. Mais que isso, a Amazônia tem grande importância para a estabilidade ambiental do planeta. Estimativas indicam que o bioma é responsável pela absorção de pelo menos 10% dos cerca de três bilhões de toneladas de carbono retirados da atmosfera pelos ecossistemas terrestres.
A bacia hidrográfica amazônica é a maior do planeta Terra, com cerca de 7 milhões de quilômetros quadrados. Ao todo seus rios despejam cerca de 12% de toda água superficial que chega aos oceanos, com uma vazão média de cerca de 210.000 m3/s. Além disso, a massa vegetal presente na região libera cerca de sete trilhões de toneladas de água por ano na atmosfera, através de evaporação e transpiração das plantas.

Historicamente a água tem sido o caminho pelo qual a Amazônia foi e está sendo ocupada, além de ser sua principal fonte de proteína animal, o peixe. Nesse contexto, a necessidade de pesquisas na área de biologia aquática é vital para a região, não apenas para conhecer e manter os ambientes aquáticos amazônicos e sua diversidade biológica, mas também em busca de maneiras mais racionais e sustentáveis de utilizar essas riquezas naturais.

Conhecer os ambientes aquáticos amazônicos, no que diz respeito às suas características físicas, químicas e biológicas. Gerar conhecimento e novas técnicas que propiciem a realização de atividades econômicas sustentáveis e ambientalmente saudáveis na região. Compreender as interações aquáticas que podem influenciar o clima local, regional e global. Estas são apenas algumas das questões trabalhadas pelo Programa de Pós-Graduação em Biologia de Água Doce e Pesca Interior (PPG BADPI) do Instituto Nacional de Pesquisas Amazônicas (INPA).


Atuando numa região marcada por uma fantástica diversidade de formas de vida e de ambientes e, ao mesmo tempo, por questões de geopolítica internacional, o PPG BADPI vem promovendo, ao longo de seus mais de trinta anos de existência, a qualificação e fixação de mão-de-obra especializada na Amazônia.

Os estudantes do curso são responsáveis pela produção de importantes dados coletados em campo. Esses dados abastecem modelos teóricos que geram previsões científicas sobre clima, desmatamento, sobrevivência de espécies, manutenção da biodiversidade e potencial de uso sustentável na região. Sem a presença dos estudantes da pós-graduação, gerando novos conhecimentos ano após ano, a criação desses modelos seria impossível.

 
© 2017 Programa de Pós-Graduação BADPI/INPA
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.